paixao de guimaraes

 O Festival de Música Religiosa de Guimarães, a decorrer de 02 a 16 de abril, promete "oferecer de uma forma intensa" música composta "sob o signo" da religião, pretendendo "impor-se" nos roteiros culturais nacional e internacional da Páscoa.

Apresentada hoje, aquela que será a segunda edição do certame representa um investimento de cerca de 60 mil euros e é um exemplo do "bom fruto" que pode ser colhido da cooperação entre os vários agentes culturais do concelho, como realçou o vereador da Cultura da Câmara Municipal de Guimarães, José Bastos.

Com direção artística a cargo de José M. Pedrosa Cardoso, que destacou que o evento tem "ainda recursos limitados", a programação daquele festival apresenta a "divina música" numa grande diversidade de estilos e grupos, desde recitais, cantochão, música coral, música coral-sinfónica, momentos de formação e ainda conferências.

"A edição de 2017 será seguramente uma segunda edição que dará continuidade ao sucesso da anterior, procurando, paulatinamente, impor-se no roteiro cultural da Páscoa, nacional e internacionalmente", destacou José Bastos.

O responsável, que garantiu a aposta do município no "crescimento do evento", realçou que, em 2017, além da autarquia, aquele festival tem a participação da Santa Casa da Misericórdia de Guimarães, da Sociedade Musical de Guimarães, e a "prestigiante" colaboração da Arquidiocese de Braga.

Do "vasto programa", a destacar os recitais a cargo de Daniel Ribeiro (órgão) e José Eduardo Martins (piano), com obras de Kuhnau, Carlos Seixas, J.S. Bach, Franz Liszt, Almeida Prado, entre outros autores.

No campo da música coral, o destaque vai para o coro de câmara Voz Stellae (Santiago de Compostela), o Coral Ensaio (Póvoa de Varzim), o coral vimaranense Vilancico ou o Orfeão de Guimarães.

No que respeita a conjuntos de música antiga, destacam-se as atuações da Orquestra Barroca da Casa da Música e da Orquestra Divino Sospiro, sendo que no repertório coral-sinfónico ouvir-se-ão conjuntos como a Orquestra de Guimarães, o Ensemble Vocal Pro-Música, o Coro do Conservatório de Guimarães, a Orquestra e Coro da Universidade do Minho.

Da programação faz ainda parte a exposição "A Paixão em Guimarães", um "percurso pelas igrejas, passos da Paixão e museus vimaranenses nos quais o visitante fica a conhecer um número significativo de peças de elevada qualidade artística, relacionadas com a Paixão", num total de 19 locais diferentes.

E porque "a festa da música não é apenas som", segundo o diretor artístico do festival, a programação inclui também ofertas de formação como o curso de Introdução ao Canto Gregoriano, pelos responsáveis do Coro Solemnis de Lisboa, e duas conferências a cargo de Nuno Saldanha e Manuel Pedro Ferreira.

A entrada para os vários espetáculos é gratuita e a programação completa do Festival de Música Religiosa de Guimarães 2017 está disponível no sítio da Internet da Câmara Municipal de Guimarães.

https://www.noticiasaominuto.com/cultura/748932/festival-de-musica-religiosa-quer-impor-se-nos-roteiros-de-pascoa