BMP 1

Sociedade Musical de Pevidém
Fundada em Outubro de 1894 em Pevidém, a Sociedade Musical de Pevidém é hoje uma Instituição de reconhecido mérito cultural e artístico. A Sociedade Musical de Pevidém teve como Directores Artísticos: Manuel Martins Coelho Lima (1894-1928), Albano Martins Coelho Lima (1929-1931), Arnaldo Ferreira do Vale (1932-1948), António Ribeiro de Castro (1949-1959), Joaquim Martins Coelho Lima (1960-1969), Francisco Ribeiro (1970-2000), Maciel Matos (2001-2007) e Vasco Silva de Faria (desde 2007).
É desde Fevereiro de 2009 Instituição de Utilidade Pública, “pelos relevantes serviços prestados à comunidade ao fomentar a cultura, através da Escola de Música, da Orquestra Juvenil e da Banda Musical, contribuindo com tudo isto, para a elevação intelectual e artística dos seus sócios e da população em geral”.
A Sociedade Musical de Pevidém tem estabelecido parcerias e protocolos com várias Associações, Grupos Culturais, Festivais de Música e Autarquias tendo feito apresentações com solistas nacionais e internacionais dos quais se destacam Pierre Dutot (trompete), Quarteto Vintage (Iva Barbosa, Ricardo Alves, José Eduardo Gomes e João Moreira – clarinete), Luís Pipa (piano), Nuno Cachada (guitarra), Sandra Azevedo (soprano) Bruno Flahou (trombone), Thierry Thibault (tuba), Rogério Ribeiro (trompete), Filipe Abreu (trompa) entre outros.
É também responsável por vários projectos culturais e sociais, tais como, “Músicas com História” e a “Banda vai à Escola”.
Em 1994, por ocasião do seu 1º Centenário, a Sociedade Musical de Pevidém é distinguida pela Câmara Municipal de Guimarães com a medalha de Ouro de Mérito Associativo. Em 2013 com o galardão de Mérito Cultural do Jornal “O Selho”, o Prémio Submarino do programa “Submarino Amarelo” da Rádio Santiago e ainda nesse ano com a Medalha de Mérito da Guimarães 2013 – Cidade Europeia do Desporto (CED). Foi também, por diversas vezes, objecto estudo de artigos científicos e musicológicos, tema de programas de rádio e televisão de âmbito Nacional e local.
No ano de 2015, a Sociedade Musical de Pevidém participa no concurso internacional XVI Certamen Internacional de Bandas “Vila de Aranda”, em Espanha, onde obtém o 1º Prémio e o seu Maestro, Vasco Silva de Faria, é também galardoado com o prémio de Melhor Maestro do Concurso, sendo neste concurso e até essa edição a única banda portuguesa a obter tal distinção. Em 2009 realiza o Certame Internacional de Bandas, “Pevidém Filarmónico”, contando já com duas edições. Actuou na Casa da Música no Porto em 2009, na Sessão Solene de encerramento da legislatura na Assembleia da República em 2013, tendo nesse ano realizado o Concerto de Encerramento da Guimarães 2013 – CED. A Sociedade Musical de Pevidém participou no “Espectáculo de Abertura” da Guimarães 2012 – Capital Europeia da Cultura (CEC) onde se apresentou com o grupo “La Fura dels Baus”. Ainda no âmbito da Guimarães 2012 – CEC realizou uma série de oito concertos, em conjunto com o Cine Clube de Guimarães, designado de “O Cinema em Concerto”, realizados nas mais relevantes salas de espectáculo do concelho de Guimarães. Da discografia da Sociedade Musical de Pevidém constam duas gravações em vinil para a E.N. e R.C.P., três álbuns de estúdio, uma gravação ao vivo e inúmeros DVD’s de concertos realizados mais recentemente.
Até aos dias de hoje, a Sociedade Musical de Pevidém conta já com mais de 5000 concertos realizados em todo o continente, ilhas e estrangeiro. Da sua estrutura organizacional fazem parte, a Banda Musical de Pevidém, a Orquestra Juvenil de Pevidém, a Escola de Música, Coros, vários Ensembles e Grupos de Música de Câmara.